Connect with us

Noticia Brasil Online

Sob olhar vigilante do governo Bolsonaro, Sínodo da Amazônia abrirá neste domingo

BRASIL

Sob olhar vigilante do governo Bolsonaro, Sínodo da Amazônia abrirá neste domingo

Bolsonaro recebeu na última quarta o núncio apostólico (espécie de embaixador) no Brasil, Giovanni d’Aniello, e o cardeal Cláudio Hummes, amigo pessoal do Papa e relator do Sínodo, disse nesta quinta que a soberania brasileira na Amazônia “não está em discussão”.

Começa neste domingo o Sínodo dos Bispos para a Região Pan-Amazônica, que está sob crivo da ala conservadora do clero e dos fiéis católicos, mas  também é motivo de preocupação no governo Bolsonaro por envolver ataques que a Igreja Católica faz ao Planalto. O evento ocorre no Vaticano.

Durante três semanas, sacerdotes do mundo inteiro se reunirão no Vaticano para discutir novas formas de evangelizar os povos indígenas e de reforçar a presença da Igreja Católica. Além disso, a assembleia de bispos deve produzir um discurso contundente em defesa da natureza, em linha com a encíclica “Louvado seja”, a primeira exclusiva do papa Francisco e a primeira na história dedicada a temas ambientais. Além de consolidar a imagem de Jorge Bergoglio como ativista contra as mudanças climáticas, especialmente por seus efeitos nas periferias do mundo, o Sínodo deve manter os olhos do mundo voltados para a Amazônia.

No início do ano, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, reconheceu que o governo estava “preocupado” com o Sínodo por temer interferências do Vaticano em assuntos internos, mas a Igreja vem buscando manter as pontes com o Planalto.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Comentários
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BRASIL

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top