Senadores se esforçam ao máximo para atrasar a recuperação do Brasil

Davi Alcolumbre está mudando o discurso e agora diz que a votação da reforma da Previdência, em segundo turno, pode ficar para a segunda quinzena do mês.

“Se os senadores compreenderem que não é razoável quebrar o interstício, mesmo que a minha posição atual e de vários outros líderes seja favorável à quebra para a gente resolver a votação desta matéria, vamos ter que adiar da semana que vem para a próxima semana, porque cumprimos o prazo regimental e teremos o quórum necessário”, afirmou o presidente do Senado.

“Acaba saindo um pouco do calendário da primeira quinzena de outubro e passando para a outra semana.”

LEIA MAIS:

Ministros e autoridades são blindadas por Alcolumbre que já travou 91% dos pedidos de informação de senadores

Este site utiliza cookies