Connect with us

Noticia Brasil Online

Se Moro for considerado suspeito, processos de Lula voltam à fase de denúncia, diz Gilmar Mendes

BRASIL

Se Moro for considerado suspeito, processos de Lula voltam à fase de denúncia, diz Gilmar Mendes

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), disse que o recurso da defesa do ex-presidente Lula que questiona a imparcialidade do então juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça e Segurança Pública, será julgado pela 2ª Turma do Supremo até novembro. INFORMA O PODER 360

Segundo Gilmar Mendes, se Moro for considerado suspeito no caso, os processo de Lula que foram conduzidos e julgados por ele deverão voltar à fase de denúncia.

“Eu tenho impressão que, pelo menos tal como está formulado [o recurso], se for anulada a sentença, nós voltamos até a denúncia. Portanto, todos os atos por ele [Moro] praticados no processo, inclusive o recebimento da denúncia, estão afetados pela nulidade. Será esse o veredicto”, disse em entrevista à BBC News Brasil.

Caso Moro seja considerado suspeito, a decisão do STF anularia as condenações do ex-presidente em 2 processos: do caso tríplex do Guarujá; e sítio de Atibaia. Também retrocederia a ação sobre supostas ilegalidades envolvendo recursos para o Instituto Lula, que está prestes a receber sentença do juiz que substituiu Moro na 13ª Vara de Curitiba, Luiz Antônio Bonat.

Até o momento, os ministros Edson Fachin, relator da Lava Jato, e Cármen Lúcia votaram, no final de 2018, contra a suspeição de Moro. O caso está suspenso por pedido de vista de Mendes. Faltam votar também Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.

 

LEIA MAIS:

Gilmar Mendes reduz fiança de doleiro preso só para ferrar com juiz da Lava jato

Comentários

Pai, casado, católico, editor de notícias e Brasileiro com muito orgulho. Um cidadão em pleno gozo de seus direitos constitucionais e de opiniões pessoais.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BRASIL

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top