Palocci cita mais uma vez Gleisi em suas delações

Palocci admite ter sido o responsável pela distribuição de valores ilícitos pagos pela Camargo Corrêa.

O ex-ministro Antonio Palocci citou a deputada Gleisi Hoffmann, presidente do Partido dos Trabalhadores (PT). E Fátima Bezerra, governadora do Rio Grande do Norte, na delação premiada que fechou com a Polícia Federal (PF).

No documento, ao qual a revista Crusoé teve acesso, a PF diz que Palocci admite ter sido o responsável pela distribuição de valores ilícitos pagos pela empreiteira Camargo Corrêa ao PT.

Estes recursos, segundo o ex-ministro Palocci, teriam sido direcionados a vários candidatos do partido, entre os quais Gleisi e Fátima.

Na delação, Palocci afirma que Gleisi e Fátima “tinham plena ciência da origem ilícita das doações realizadas pela Camargo Corrêa”.

Informação RENOVA.

Este site utiliza cookies