Connect with us

Noticia Brasil Online

Onde estava o Coaf que não pegou Colunista da Globo pelos R$ 375 mil recebidos pelo Senac?

BRASIL

Onde estava o Coaf que não pegou Colunista da Globo pelos R$ 375 mil recebidos pelo Senac?

O nome do global MERVAL PEREIRA está metido num imbroglio entre a Fecomércio-RJ e a Confederação Nacional do Comércio (CNC), por causa de palestras contratadas sem licitação e fora dos objetivos do Senac.

O caso deriva de uma auditoria na gestão de Orlando Diniz, amigo do ex-governador Sergio Cabral, que dirige o Senac-RJ e o SESC-RJ.

Segundo o siteIntercept, desde janeiro de 2016 o Senac do Rio já demitiu mais de mil funcionários.

O relatório da auditoria chama a atenção por várias dúvidas levantadas.

Uma das principais diz respeito aos gastos com propaganda.

Segundo os auditores, em 2015 o Senac-RJ gastou R$ 89,9 milhões em sua principal missão institucional, educação profissional, e R$ 74,5 milhões em eventos e publicidade.

Uma empresa de intermediação de publicidade recebeu R$ 91,1 milhões adiantados nos anos de 2015 e 2016.

Seria dinheiro repassado depois a empresas de mídia. A Fecomércio-RJ é uma das patrocinadoras do RJ-TV, o principal telejornal local da Globo.

Outro ponto que chamou a atenção dos auditores foi o gasto com palestras sem a realização de licitação e fora dos objetivos da entidade — sempre de acordo com a auditoria.

Palestras milionárias de globais no Senac-RJ!

Quem mais recebeu ​por “palestras”​ foi ​o ​Merval Pereira
R$ 375 mil.

As palestras foram contratadas sem licitação.

Outros funcionários da Rede Globo contratados foram Giuliana Morrone e Cristiana Lobo

onde estava o Coaf que não pegou Merval Prereira?

Comentários
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BRASIL

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top