Connect with us

Noticia Brasil Online

MP pede pente-fino ao TCU com a viagem de autoridades ao Vaticano, para participarem da cerimônia de canonização de Irmã Dulce

BRASIL

MP pede pente-fino ao TCU com a viagem de autoridades ao Vaticano, para participarem da cerimônia de canonização de Irmã Dulce

Segundo o site O Antagonista, o subprocurador-geral do MP junto ao TCU, Lucas Rocha Furtado, pediu ao tribunal uma fiscalização rigorosa sobre os gastos da Câmara, Senado, STF, PGR e governo com a viagem de autoridades ao Vaticano, para participarem da cerimônia de canonização de Irmã Dulce.

Na representação, Furtado diz que, apesar de suposta legalidade, a despesa, caso exorbitante, não atenderia ao princípio da moralidade que, segundo ele, exige que os poderosos sejam “comedidos” ao gastar dinheiro público, oriundo de impostos do povo brasileiro.

“Não basta serem honestos; precisam igualmente parecer honestos. Esse preceito é sintetizado com clareza — e com toda a força da simplicidade dos que agem com retidão e pautam sua vida pela ética — no ensinamento de Irmã Dulce que inaugura a presente representação: ‘é preciso ter certeza de estar fazendo a coisa certa’”, diz a petição.

Segundo a revista VEJA!, ao menos 35 autoridades brasileiras devem participar do evento no Vaticano, por estarem em missão oficial, parlamentares têm direito ao pagamento de diárias de cerca de 400 dólares durante viagem, mas alguns deles abriram mão dos valores.

LEIA MAIS:

Senadora sai em defesa de Moro e pede para população viralizar propaganda do pacote anticrime

Comentários

Pai, casado, católico, editor de notícias e Brasileiro com muito orgulho. Um cidadão em pleno gozo de seus direitos constitucionais e de opiniões pessoais.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BRASIL

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top