Connect with us

Noticia Brasil Online

Lulinha não é mais sócio da Gamecorp, a empresa que o transformou no “Ronaldinho dos Negócios”

BRASIL

Lulinha não é mais sócio da Gamecorp, a empresa que o transformou no “Ronaldinho dos Negócios”

 

Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vendeu a sua participação na empresa Gamecorp.

Lulinha e os sócios, Fernando e Kalil Bittar, venderam 70% das ações, compradas pelo empresário Walther Abrahão Filho. O valor foi mantido em sigilo. As informações foram divulgadas por Mônica Bergamo na edição online da Folha de S. Paulo.

A Gamecorp que tinha um capital de R$10 mil, em 2019, a Operação Lava Jato investigou repasses de mais de R$ 100 milhões de reais que teriam acontecido entre 2004 e 2016, do grupo Oi/Telemar para a empresa de Lulinha.

 

Caso Gamecorp

A Gamecorp foi alvo de várias investigações, especialmente após se associar à Oi, companhia que investiu grandes quantias no negócio durante o mandato do então presidente Lula. Em 2012, os inquéritos foram arquivados pela Justiça. A empresa voltou a ser investigada em 2019, desta vez pela Operação Lava Jato.

A 69ª fase da operação investigou repasses de mais de R$ 100 milhões, que teriam acontecido entre 2004 e 2016, do grupo Oi/Telemar para a empresa de Lulinha. O Ministério Público Federal (MPF) diz que a Gamecorp não tinha capacidade de prestar os serviços para os quais foi contratada pela Oi/Telemar.

A PF chegou a pedir a prisão temporária de Fábio Luis. A juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba, porém, entendeu que a prisão não era necessária. As defesas de Lula e Lulinha sempre negaram quaisquer irregularidades.

 

 

Comentários
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BRASIL

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top