Connect with us

Noticia Brasil Online

Julgamento no STF indica resistência de ministros a nova estrategia da Lava Jato

JUSTIÇA

Julgamento no STF indica resistência de ministros a nova estrategia da Lava Jato

Na  ultima terça (19) um julgamento do Supremo, indica que alguns ministros farão resistência às novas estrategias discutidas pelos procuradores do Ministério Publico na Operação Lava Jato, os procuradores buscam alternativas para a decisão do STF, que da competência à Justiça Eleitoral  para julgar crimes comuns (corrupção e lavagem de dinheiro) a delitos eleitorais.

A Força Tarefa da Lava Jato defende que poderiam ir para a Justiça Federal casos que provocam dúvida sobre eventual tipificação do crime, se eleitoral ou comum.

No entanto, os ministros da 2ª Turma, defenderam que cabe à Justiça Eleitoral avaliar se o caso é de sua competência ou da Justiça Federal. As informações são do JOTA. 

LEIA MAIS

A Lava Jato vira o Jogo e se mantem viva para o desgosto de alguns no STF

+Sérgio Moro tem carta na manga e pode junto com Bolsonaro salvar a Lava Jato

+Atos públicos em defesa da Lava Jato e contra o STF ocorreram em 40 cidades

A questão foi enfrentada no julgamento do inquérito sobre investigação do ex-senador Lindberg Farias (PT-RJ). Conforme o site, ele teria recebido valores da Odebrecht em 2008 e 2010 não contabilizados nas campanhas para a prefeitura de Nova Iguaçu (RJ) e para o Senado, respectivamente. De acordo com delação feita por Benedicto Barbosa da Silva Júnior e Leandro Andrade de Azevedo, colaboradores da empreiteira, Farias recebeu R$ 2 milhões em 2008 e R$ 2,5 milhões em 2010, em troca de vantagens em contratos administrativos do programa Pró-Moradia.

Comentários
Continue Reading
Advertisement
Recomendamos para você..

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em JUSTIÇA

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top