Folha defende conspiração contra Bolsonaro diz chefe da Secom

“O que editorial do jornal faz é defender uma conspiração pela saída do presidente da República”, diz o chefe da Secom.

Fábio Wajngarten, secretário de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, classificou o editorial do jornal Folha de S.Paulo com críticas ao presidente da República, Jair Bolsonaro, como um texto “infame, injusto e leviano”.

De acordo com Wajngarten, o texto publicado neste domingo, 1º de dezembro, tem a intenção de “defender uma conspiração pela saída do presidente”.

Em um artigo de opinião publicado na própria Folha, nesta segunda-feira (2), o chefe da Secom declarou:

“No fundo, o que editorial do jornal faz é defender uma conspiração pela saída do presidente da República, num golpe contra as instituições e, principalmente, contra a vontade da maioria dos brasileiros.”

No editorial de ontem, a Folha disse ainda que Bolsonaro abusa de poder e precisa ser contido, “como os limites que se dão a uma criança”.

informação RENOVA.

Este site utiliza cookies