Ex-empresa da mulher de Ricardo Noblat é envolvida no caso do vazamento de informações do governo Bolsonaro

A jornalista Rebeca Scratut, ex-dona da empresa Informe Comunicação (ela teria saído formalmente em setembro de 2018), foi acusada, hoje, de funcionar como Cavalo de Troia dentro do governo Bolsonaro, repassando informações privilegiadas para jornalistas ligados ao lulopetismo.

Rebeca é mulher de Ricardo Noblat.

O jornalista Oswaldo Eustáquio, do site Agora Paraná, conta, hoje, que o pessoal de Rebeca foi quem passou as informações para Mônica Bérgamo, Folha, sobre o discurso de Roberto Alvim, ex-secretário Nacional de Comunicação. A Informe atende a SNC e também atende os ministérios da Educação e da Cidadania, de Osmar Terra. Somente neste ministério, o contrato da mulher de Noblat fatura R$ 13,5 milhões por ano.

Informações confidenciais e intrigas saem do governo através da Informe, segundo Agora Paraná.

A Informe tirou nota (o editor tem cópia), onde não nega que participou da gravação do vídeo de Alvim, “mas apenas da gravação e não da formatação do conteúdo”.

CLIQUE AQUI para examinar a nota do Agora Paraná.

Este site utiliza cookies