Em novo protesto, web se une e #DeclaroDestituidoSTF é um dos assunto mais discutidos das redes sociais

Usuários de redes sociais voltaram a se unir, nesta quinta-feira (28), para se manifestarem contra o Supremo Tribunal Federal (STF). No Twitter, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro levantaram a campanha #DeclaroDestituidoSTF e levaram a tag a ser um dos assunto mais discutidos da rede social.

A medida ocorre após uma operação da Polícia Federal (PF) realizada nesta quarta-feira (27), que teve como alvos diversos apoiadores de Bolsonaro, entre eles o empresário Luciano Hang, o jornalista Allan dos Santos e a deputada federal Bia Kicis (PSL-F). A ação ocorreu no inquérito das Fake News, do STF, relatado pelo ministro Alexandre de Moraes.

Bolsonaro se manifestou contra a operação da PF, afirmou que “ordens absurdas não se cumprem” e deixou claro que é preciso “botar um limite nessas questões”.

– Repito, não teremos outro dia igual ontem [quarta]. Chega! Chegamos no limite. Estou com as armas da democracia na mão. Eu honro os meus compromissos no juramento que fiz quando assumi a Presidência da República – completou.

Usuários de redes sociais já haviam se manifestando contra o Supremo ontem e continuaram a criticar a Corte hoje. Nas publicações, acusaram o STF de ser bandido e criticaram os integrantes da Tribunal.

LEIA MAIS:

Ives Gandra Martins recomenda empunhar o artigo 142 e intervir no STF

Redação: O site NBO é um veículo comunicação independente com notícias do Brasil e do Mundo. Nossa missão é levar ao público a verdade dos fatos, sempre com informações de fontes seguras e confiáveis para você formar sua própria opinião.

This website uses cookies.