Connect with us

Novo Brasil Online

Desembargadora do Tribunal Penal Internacional descarta ação contra o Presidente Jair Bolsonaro por suposto “genocídio”

MUNDO

Desembargadora do Tribunal Penal Internacional descarta ação contra o Presidente Jair Bolsonaro por suposto “genocídio”

A desembargadora e ex-juíza do Tribunal Penal Internacional, Sylvia Steiner, continua descartando que a Corte vá realizar qualquer ação ou investigação contra o Presidente Jair Bolsonaro por supostos crimes contra a humanidade, um suposto genocídio inventado por militantes esquerdistas em relação às suas condutas ao tratamento da pandemia causada pelo vírus chinês (Coronavírus/Covid-19).

Na semana passada, a ex-juíza conversou com a fonte originária, afirmando que o TPI julga crimes e pessoas e não políticas.

Para outra fonte de grande alcance nacional, Sylvia voltou a repetir o mesmo discurso, indicando que o Tribunal “tem dado prioridade para casos que envolvem conflito armado, ataques contra a população civil […] Acho muito difícil que um caso que envolva a questão de políticas públicas possa ser levado adiante.”

Ela ainda criticou a politização do termo “genocídio”:

– “Me parece que hoje em dia se usa muito (a palavra) ‘genocídio’ como uma expressão mais genérica, e não como um nome dado a uma conduta específica prevista como crime internacional. O genocídio é uma conduta que implica um dolo específico, que é eliminar determinado grupo.”

Sobre a questão de queimadas e desmatamento, ela afirmou:

– “Se ingressarem com uma nova denúncia no tribunal que se some à anterior, por conta da destruição do ambiente natural, aí, em tese, você pode dar ensejo, sim, ao começo de uma investigação. Mas muito em tese, eu particularmente não acredito que isso ocorra, tendo em vista o tipo de situações que têm sido selecionadas pela procuradoria para dar início a investigações.”

forum.politz

Comentários
Continuar Lendo
Advertisement
Recomendamos para você..
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em MUNDO

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top