Depoimento de Moro, sábado, sepultou a sanha persecutória empreendida pelo ministro Celso de Mello

O depoimento do ex-ministro Sérgio Moro na PF de Curitiba, sábado, sepultou a sanha persecutória empreendida pelo ministro Celso de Mello, prestes a se aposentar no STF e disposto a rechear a sua biografia com o chamado “Escândalo Moro”.

O ministro já ameaça até com “conduções coercitivas” para chamar para depor três ministros militares, a deputada Carla Zambelli e até delegados da PF.

Não vai levar.

Acabou a festa, até porque a maioria formada neste momento dentro do STF e dentro do Congresso, não quer mais saber de conversa.

A melhor definição do ministro Celso de Melo, segundo inimigos do ministro que já usaram a ofensa em suas manifestações públicas, foi dada por seu ex-chefe e ex-amigo Saulo Ramos, que chamou-o de “juiz de merda”.

Leave a Comment
Recent Posts

Este site utiliza cookies para melhorar a experiencia dos usuários, você aceita?