Connect with us

Noticia Brasil Online

COVIDÃO: Malas com dinheiro são encontradas em um dos carros de ex-secretário de Witzel

GOVERNO

COVIDÃO: Malas com dinheiro são encontradas em um dos carros de ex-secretário de Witzel

Vai responder pelos crimes de organização criminosa e peculato o ex-secretário de saúde do Rio, preso nesta sexta-feira (10). Edmar Santos é apontado como integrante de uma organização criminosa que fraudou contratos de compra de respiradores pulmonares para atendimento de pacientes da Covid-19. Em um dos carros do ex-secretário, foram encontradas malas com dinheiro.

O valor total apreendido não foi informado pelo Ministério Público Estadual. A informação foi dada em primeira mão pelo âncora da BandNews FM, Rodolfo Schneider.

Edmar Santos foi levado para a Unidade Prisional da Polícia Militar em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, já que é tenente-coronel médico da PM da ativa.

A prisão é um desdobramento da Operação Mercadores do Caos, que prendeu o ex-subsecretário de saúde, Gabriell Neves, após análise de materiais apreendidos e mensagens que ligavam o secretário à quadrilha. Agentes do Ministério Público cumpriram ainda mandados de busca e apreensão na casa de Edmar, em Itaipava, na Região Serrana.

O ex-secretário foi preso na própria casa, em Botafogo e levado em seguida para a Cidade da Polícia, na Zona Norte, onde optou por não prestar depoimento. Edmar Santos também não respondeu às perguntas da imprensa.

A Justiça determinou ainda o bloqueio de bens do ex-secretário, no valor de cerca de R$ 37 milhões. O valor referente a três contratos fraudados para a compra de equipamentos médicos, entre eles 1.000 respiradores, pagos de forma antecipada a três organizações sociais e que nunca foram entregues.

As investigações apontam que Edmar Santos ainda tinha influência política na Secretaria mesmo após a exoneração.

bandnewsfmrio

Comentários
Continuar Lendo
Advertisement
Recomendamos para você..
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em GOVERNO

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top