Connect with us

Noticia Brasil Online

Coronel do Exército e doutor em Engenharia Aeroespacial, José Gobbo é o principal nome para Ministério da Educação

GOVERNO

Coronel do Exército e doutor em Engenharia Aeroespacial, José Gobbo é o principal nome para Ministério da Educação

Indicado pela ala militar, o coronel José Gobbo Ferreira é hoje o principal nome cotado para assumir o Ministério da Educação no lugar de Abraham Weintraub, que deixou a pasta no último dia 19 de junho. O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, foi o principal cotado ao longo desta sexta-feira (3), mas saiu do páreo neste sábado (4).

Gobbo Ferreira é coronel do Exército Brasileiro, graduado em Material Bélico pela Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), bacharel em Engenharia Química pelo Instituto Militar de Engenharia, pós-graduado em Economia pela Fundação Getúlio Vargas, mestre em Engenharia Mecânica pela Universidade, e doutor em Engenharia Aeroespacial pela Universidade de Poitiers, na França.

O militar possui curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE) da Escola Superior de Guerra (ESG), fala cinco idiomas e tem perfil conservador.

De acordo com informações públicas sobre o coronel, Ferreira também foi pesquisador sênior durante 20 anos no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) na área de engenharia aeroespacial e foi orientador da primeira dissertação do Brasil sobre o comportamento de estatoreatores sólidos utilizando diversos combustíveis.

Foi professor da Universidade Federal Fluminense por dois anos, da Faculdade de Ciências Econômicas do Sul de Minas pelo mesmo período, tornando-se diretor-geral da instituição e professor adjunto da Escola Federal de Engenharia de Itajubá.

Atualmente é professor de economia convidado e membro permanente da Comissão de Auto-Avaliação da Escola Superior de Actividades Imobiliárias e consultor de projetos de engenharia para a empresa Deltarroba em Lisboa, Portugal.

O militar é autor do livro “Dez anos de PT e a desconstrução do Brasil”, lançado em 2013, onde faz uma vasta análise crítica sobre o governo do PT e refuta várias narrativas criadas em favor do partido. No livro, Ferreira rechaça a política de cotas criada no governo Lula II, a aliança do partido com o Foro de São Paulo, a importação de médicos cubanos via “Mais Médicos”, entre outros.

 

Comentários
Continuar Lendo
Advertisement
Recomendamos para você..
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em GOVERNO

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top