Djavan, um dos poucos artistas que NÃO quis se “beneficiar” da Lei Rouanet, diz estar esperançoso com Bolsonaro

Recentemente, Djavan resolveu opinar sobre a situação política do país e afirmou estar esperançoso com o governo de Bolsonaro. O cantor inclusive, enviou uma mensagem de otimismo para os fãs.
Em meio a suas afirmações, Djavan foi apoiado pela grande maioria dos brasileiros, e ainda que exista aquela parcela que insiste em torcer para o país dar errado, isso não fez diferença para o cantor.
Em entrevista para a Folha, o cantor, sempre de posições fortes e bem definidas, já explicitou seus pensamentos sobre a Lei Rouanet e demais leis de incentivo.

Disse ele: “Nunca usei e nunca vou usar. Não gosto de fazer show nem pra prefeitura. Quem vai pagar? Se é o povo eu não quero. Rejeitei muito convite. Eu nunca usei porque não preciso e não acho que eu deva usar um dinheiro que pode ser melhor aplicado.”
É nessa maré que o Brasil deve seguir. Se todos os grandes artistas, sejam da música ou das telinhas, tivessem o mesmo sentimento otimista e o mesmo senso crítico de Djavan, o Brasil não teria sido jogado no buraco pelas ineficientes gestões petistas e seus artistas comprados. (informações da folha)

Posicionamento de Anitta contra Bolsonaro já prejudica carreira da cantora, diz site

  • out 6, 2018

De acordo com informações do site TV Foco, a cantora Anitta vem enfrentando o que muitos artistas temem após se posicionar contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL). Após postar um vídeo no qual afirma que não votaria em candidato racista e se manifestar contra Jair Bolsonaro, Anitta vem recebendo críticas tanto por parte de Celebridades favoráveis à candidatura de Bolsonaro quanto de outros eleitores do presidenciável. O episódio estaria repercutindo de forma negativa na carreira da artista. De acordo com informações do colunista Ricardo Feltrin, do UOL, Anitta vem recebendo inúmeros descurtidas e xigamentos em seus vídeos no YouTube.

Ainda de acordo com informações do TV Foco, algumas empresas que usam a imagem da cantora em comerciais de TV também têm recebido ataques de simpatizantes de Bolsonaro. Estima-se que os simpatizantes de Bolsonaro estão mobilizando uma forte estratégia para detonar a imagem da funkeira. Nos últimos dez dias a cantora teve inúmeros conteúdos com sua imagem prejudicados tanto no YouTube quanto nas demais redes sociais.

Além disso, a cantora vem recebendo ameaças pelas redes sociais. Alguns comentários ameaçadores que foram postados na página do Instagram de Anitta já foram desativados. Os clipes da cantora, desde os mais antigos até os mais recentes, já receberam mais de 60 mil negativações em apenas uma semana.

Anitta
Em ato de apoio a funkeira, a cantora Daniela Mercury cobrou um posicionamento de Anitta em relação ao episódio.

Em sua página do Instagram Daniela convidou Anitta para que ela compareça às ruas em manifestações contra Bolsonaro.

”Vamos Anitta”, disse Daniela Mercury, que também está a favor do movimento ”Ele Não” que aconteceu no dia 29 de setembro em todo Brasil. Ainda de acordo com as publicações de Mercury ela chamou Jair Bolsonaro de homofóbico e machista.

Diante da inúmera pressão que vem recebendo, Anitta decidiu que continuará contrária à candidatura de Bolsonaro. Em uma publicação no Instagram a cantora disse que não é a favor do candidato do PSL e cobrou um posicionamento das cantoras Ivete Sangalo, Cláudia Leitte e Preta Gil.

Vale ressaltar que antes do convite de Mercury, Anitta havia recebido um pedido por parte dos fãs para que ela posicionasse contra Bolsonaro. O pedido foi realizado durante um show da cantora na última sexta feira (21). Na ocasião a funkeira disse que não precisa aderir a um movimento para que sua opinião sobre assuntos polêmicos fique evidente .

”Assim como vocês eu também sou humana e preciso fazer escolhas difíceis em minha carreira”, explicou Anitta.