Balança comercial tem superávit de US$ 8,06 bilhões em julho, maior saldo mensal desde 1989

Em julho, o Brasil movimentou US$ 19,56 bilhões. Enquanto isso, importou um total de US$ 11,50 bilhões no mesmo período. Ou seja: o superávit da balança comercial do país no último mês fechou em US$ 8,06 bilhões.

Leia mais: Cresce avaliação positiva da população sobre os rumos da economia

Órgão responsável por divulgar os números nesta segunda-feira, 3, a Secretaria de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia destacou que o superávit de julho representa recorde — isso desde o início da série história, em 1989.

Recorde, mas…

De acordo com a secretaria, o superávit foi impulsionado pela demanda por produtos agropecuários brasileiros. O que não representa, entretanto, apenas boas notícias. O órgão reforça que o real segue desvalorizado no mercado internacional e que, devido à pandemia da covid-19, as importações despencaram.

Mesmo com o recorde do superávit da balança comercial, as exportações recuaram quando comparadas com julho do ano passado. Recuo esse de 2,9%. No comparativo com julho de 2019, as importações encolheram 35,2%.

“Estamos vivendo uma crise”

“Temos de ter em mente que estamos vivendo uma crise. Em momentos de crise, é normal que as importações caiam e que você tenha excedentes exportáveis e que faça com que a balança comercial atinja saldos interessantes”, afirmou Lucas Ferraz, secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, informa a Agência Brasil.

Redação: O site NBO é um veículo comunicação independente com notícias do Brasil e do Mundo. Nossa missão é levar ao público a verdade dos fatos, sempre com informações de fontes seguras e confiáveis para você formar sua própria opinião.

This website uses cookies.