Connect with us

Noticia Brasil Online

Ativistas do Greenpeace invadem a casa do embaixador do Brasil em Paris

BRASIL

Ativistas do Greenpeace invadem a casa do embaixador do Brasil em Paris

Nesta quinta-feira (26), ativistas do Greenpeace invadiram a residência do embaixador brasileiro em Paris, Luís Fernando Serra. O grupo tinha o objetivo de protestar contra a reunião, que estava sendo realizada na propriedade.

 

Serra tinha recebido o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, além de executivos de empresas francesas, como a petrolífera Total. Sobre os manifestantes, o Itamaraty informou que a ação durou pouco tempo e não atrapalhou o encontro.

– Não houve perturbação à entrada ou saída do ministro do Meio Ambiente, do embaixador, dos demais participantes dos encontros e de funcionários – afirmou a nota do Itamaraty sobre o episódio.

Segundo o funcionário da embaixada do Brasil na França, Rodrigo Randig, a invasão foi rápida. O participantes do protesto saíram logo que os empregados pediram que eles se retirassem.

– Nem o embaixador nem o ministro sequer ficaram sabendo; até o fim da reunião, horas depois – disse ele.

O movimento continuou na rua da casa de Sera, que fica no 16º distrito de Paris. Os ativistas seguraram uma faixa com uma mensagem, que afirmava que Bolsonaro é “assassino da Amazônia”.

Sobre a ação, o Greenpeace emitiu uma nota à imprensa francesa. Segundo o texto, os ativistas enviaram cem alarmes sonoros ao pátio interior do imóvel. Para eles, esse foi o meio de mostrar a Salles que “sua inação climática não passará despercebida até que sejam tomadas medidas concretas do governo brasileiro para limitar o desmatamento e seu impacto nas mudanças climáticas”.

LEIA MAIS:

Ativistas lulopetistas agridem deputado do PSL em Santa Catarina

Comentários
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BRASIL

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top