Connect with us

Noticia Brasil Online

Ambev pagou propina de R$ 350 mil para Lula e R$ 7,4 milhões para campanha de Dilma, diz Antonio Palocci

BRASIL

Ambev pagou propina de R$ 350 mil para Lula e R$ 7,4 milhões para campanha de Dilma, diz Antonio Palocci

O STF homologou a delação em outubro de 2018, aceitando as denúncias e as provas acostadas. Seus termos integrais começaram a vazar somente neste final de semana.

O ex-ministro de Lula e de Dilma Roussef, fundador do PT, Antonio Palocci, num dos 39 anexos da delação premiada homologada pelo STF e agora inteiramente vazadas pela revista Crusoé, conta como levou propinas da Ambev para si mesmo, para Lula e para a campanha de Dilma Roussef.

Foram  nos anos de 2010, 2013 e 2014.

Antonio Palocci foi contratado pela gigante de bebidas para conseguir impedir ou atenuar cobranças do PIS e do Cofins sobre os preços de bebidas alcoólicas (a Ambev produz as cervejas mais consumidas do País, como Brahma e Antarctica).

Quem levou dinheiro sujo:

Projeto Consultoria, a empresa de Palocci, contratada.
Lula, R$ 350 mil, através da sua empresa de palestras, a LILS.
Campanha de Dilma Roussef (2014), R$ 7,5 milhões

Comentários
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em BRASIL

Em Alta

Estamos no Twitter

BRASIL

To Top