Acabou a farra: Sob a liderança de Paulo Guedes, governo anuncia privatização dos Correios

A proposta do Ministério da Economia de privatizar os Correios dá condições para se modernizarem frente à concorrência, oferecer um serviço de qualidade e sem precisar utilizar um centavo do contribuinte.

Atualmente Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos detém o monopólio nos serviços de carta, cartão postal, correspondência agrupada e telegrama, não obstante ainda possui subsídios na entrega de encomendas.

Condições ideais para os Correios se tornarem uma gigante em sua área da atuação, correto? Errado, desvios de verba e ineficiência governamental fizeram o déficit da ECT disparar e quem paga a conta é o cidadão.

LEIA MAIS:

Chinesa Alibaba e a norte-americana Amazon, discretamente estudam a compra dos Correios

Este site utiliza cookies